Infernal Affairs X Os Infiltrados

Não se pode negar a importância de um cineasta como Martin Scorsese, mas quando se tem elementos suficientes para se comparar uma obra sua, em pé de igualdade, com uma obra de um cineasta desconhecido, e este leva vantagem, o que se pode dizer? Apesar de muito comentado no submundo dos conhecedores de cinema oriental, nunca havia parado para assistir o chinês Infernal Affairs. Até que resolvi ceder, principalmente pela campanha que Os Infiltrados está tendo rumo ao Oscar, e vi o longa chinês. Foi tamanha minha admiração pelo filme que acabei conferindo a cópia americana no mesmo dia.

Infernal Affairs é um ótimo filme. Assim como Os Infiltrados, o filme é sobre dois homens, um policial disfarçado de traficante e um traficante disfarçado de policial, no que acaba se tornando um jogo de gato e rato, entre os bandidos e a policia. Ambos tem cargos de destaque na instituição em que estão infiltrados, mas não há ainda segurança suficiente que garanta que sairão ilesos.

Difícil dizer se é nítida a diferença de qualidade entre os dois filmes para quem viu em ocasiões diferentes, mas como vi os dois pela primeira vez no mesmo dia, posso dizer que a versão original leva muita vantagem. A começar pelo rio de sangue de Os Infiltrados, totalmente desnecessário, e ausente em Infernal Affairs. Ao que me parece, o primeiro filme tentou ser um pouco mais lírico, enquanto o outro apelou para o comercial. Aí está o grande erro de Scorsese.

Mudanças no roteiro são necessárias, mas há coisas que não se justificam. Qual o sentido de duas personagens da versão oriental virarem uma só na versão ocidental? Criar um triangulo amoroso? Não é disso que se trata o filme, então não tem razão. A personagem abolida, a meu ver, tinha uma grande importância dentro da trama, podia parecer bobo o livro que a namorada do falso policial – e não a psiquiatra do falso bandido – escrevia, mas a história de um homem com 28 personalidades, que não sabia mais quem era, dizia muito sobre o filme.

Os Infiltrados está fazendo um grande sucesso, ganhando diversos prêmios, mesmo não superando Infernal Affairs em praticamente nenhum momento, o que é uma grande injustiça, mas de se esperar. Mas é uma pena que se use tanta publicidade em detrimento de tantos pontos positivos que se pode encontrar no irmão desconhecido. Acho que Scorsese precisa colocar um pouco mais de poesia em sua vida.

    • Monique
    • 11 janeiro, 2007

    Ravi, a despeito da poesia, há uma diferença crucial: estética. Assistir filme de chinês não dá tesão.

    • Ravi Santana
    • 25 janeiro, 2007

    É uma questão de costume. Filme chinês é bom, sim. Mesmo estéticamente (vide 2046).

    ABAIXO SCORSESE!!!

  1. … CONCORDOOO … O original INFERNAL AFFAIRS é superrrrrrrr … Sem falar dos atores que são superrrrr também … Não vi e não vou assistir a versão que fizeram …

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: