Top 10 Cinema Mundial – 2001/2010

Difícil fazer uma lista dos dez melhores filmes feitos em todo o mundo – exceto Brasil – nos últimos dez anos. Não apenas por serem muitos os que são deixados de lado pelo simples fato de que sequer consegui assistir. Mas a quantidade de filme bom e diferente faz com que seja sofrido o momento de selecionar apenas os dez e os colocar em uma ordem de preferência.

São filmes de ficção e documentários, com atores ou em animações, feitos em diversos países do mundo, da Coréia do Sul aos Estados Unidos, passando por França, Austria, Dinamarca e até Israel. Muitas vezes em co-produções que englobam outras localidades, como é o caso de A Fita Branca, feito entre Áustria, Alemanha, França e Itália. Já o filme Valsa Com Bashir, de Israel, França, Alemanha, EUA, Finlândia, Suíça, Bélgica e Austrália também é o que traz a maior diversidade por ser um documentário realizado em animação.

Importantes nomes também não poderiam ficar de fora da lista. Apesar de ausências sentidas de cineastas que tiveram grande importância na década, a lista conta com alguns dos mais importantes diretores do mundo, como Richard Linklater (Waking Life), Michel Gondry (Sonhando Acordado), Gaspar Noé (Enter The Void), os irmãos Coen (Onde os Fracos Não Têm Vez), entre outros.

Veja quais os melhores filmes da década na opinião do VerdadeAlternativa:

10. Casa Vazia (2004, Coreia do Sul)
Direção: Kim Ki-duk
Elenco: Seung-yeon Lee e Hyun-kyoon Lee
A poesia e a originalidade do cinema sul-coreano está presente no longa de Kim Ki-Duk, um dos maiores cineastas do país. No filme, um jovem aproveita a ausência das pessoas para viver em suas casas, realizando pequenos concertos. Em uma dessas residências, se apaixona pela dona.

9. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001, França)
Direção: Jean-Pierre Jeunet
Elenco: Audrey Tautou, Mathieu Kassovitz e Maurice Bénichou
Uma das melhores comédias romanticas já feitas em todo o mundo não veio dos Estados Unidos, onde o gênero faz tanto sucesso, mas da França. É a atenção que a personagem, sob o olhar de Jean-Pierre Jeunet, dá às pequenas coisas que dá o encanto a este filme do começo da década.

8. Onde Os Fracos Não Têm Vez (2005, EUA)
Direção: Ethan Coen e Joel Coen
Elenco: Javier Bardem, Josh Brolin e Tommy Lee Jones
Apesar da violência da obra dos irmãos Coen, o filme conseguiu uma incrível projeção, sendo premiada com o Oscar de melhor filme, diretor e roteiro adaptado, além do de ator coadjuvante para Javier Bardem. Na história, um homem encontra uma mala cheia de dinheiro e passa a ser perseguido por um assassino psicótico.

7. Valsa Com Bashir (2008, Israel)
Direção: Ari Folman
Para se lembrar de um fato obscuro de seu passado, que andava lhe atormentando durante um sono, o cineasta Ari Folman prefere não recorrer à psicanálise, mas ao cinema. Ele realiza um documentário em busca de um episódio da Guerra do Líbano, que presenciou. A opção por exibir como animação não deixa o filme menos impactante, apenas ainda mais interessante.

6. A Fita Branca (2009, Austria)
Direção: Michael Haneke
Elenco: Christian Friedel, Leonie Benesch e Ulrich Tukur
O renomado diretor Michael Haneke, autor de obras-primas como Cachè, Violência Gratuita e A Professora de Piano cria sua obra mais densa contando a história de uma comunidade que é tomada por misteriosos acidentes. Mais do que quem é o responsável pelos atos, a própria reação da população já demonstra uma sociedade problemática.

5. OldBoy (2003, Coréia do Sul)
Direção: Park Chan-wook
Elenco: Choi Min-sik, Yu Ji-tae e Kang Hye-jeong
Um homem é trancado durante 15 anos em um quarto. Depois de solto, ele tenta descobrir os motivos que o levaram para aquele local. Esta busca por seu próprio pasado traz alguns dos momentos mais duros e violentos do cinema atual. Mesmo crueis, as cenas mostram uma poesia que elevaram o nome de Park Chan-wook para um dos grandes cineastas mundiais.

4. Enter The Void (2010, França)
Direção: Gaspar Noé
Elenco: Nathaniel Brown, Paz de la Huerta e Cyril Roy
Se em 2002 Gaspar Noé chamou a atenção em todo o mundo com seu Irreversível, em 2010 ele chocou seus fãs ao revelar que o filme era apenas um teste pra realizar sua grande obra. Em Enter The Void, ele filma em primeira pessoa uma viagem psicotrópica que culmina em uma experiencia de pós-morte baseada no Livro Tibetano dos Mortos, tudo na colorida Tóquio.

3. Dogville (2003, Dinamarca)
Direção: Lars Von Trier
Elenco: Nicole Kidman, Paul Bettany e Lauren Bacall
O dinamarquês Lars Von Trier inovou mais uma vez com o primeiro filme da sua trilogia sobre o modo de vida norte-americano. Sem cenários, apenas desenhos no chão, ele mostra a forma de vida de uma pequena comunidade depois da chegada de uma estranha. Apesar do sucesso, o diretor nunca conseguiu concluir a trilogia.

2. Sonhando Acordado (2006, França)
Direção: Michel Gondry
Elenco: Gael García Bernal, Charlotte Gainsbourg e Alain Chabat
Toda a inventividade que o diretor Michel Gondry usa em seus videoclipes e em filmes como Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembrança estão em Sonhando Acordado, que conta a história de um jovem recém-chegado à França que não consegue distinguir o que é sonho daquilo que é real.

1. Waking Life (2001, EUA)
Direção: Richard Linklater
Um dos maiores cineastas norte-americanos da atualidade, Richard Linklater cria sua obra-prima sob a forma de animação neste filme que viaja entre sonhos e discussões filosóficas. Uma obra que merece ser revista com frequência, para nos lembrarmos de nossa humanidade.

    • Leonardo Filomeno
    • 3 janeiro, 2011

    Incluo na lista Tartarugas Podem Voar, um drama sobre as crianças mutiladas do Iraque que ganham a vida desarmando minas terrestres.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: