Onde Está a Felicidade?

Quando em 2007 o casal Carlos Alberto Riccelli e Bruna Lombardi ressurgiu na mídia brasileira, trazendo o longa-metragem O Signo da Cidade, dirigido por ele e escrito e protagonizado por ela, houve certa desconfiança sobre a obra. O resultado, bastante superior ao esperado, mesmo não sendo alguma obra-prima, foi capaz de gerar boa vontade para uma nova produção dos dois, mas eis que chega Onde Está a Felicidade?, que desfaz este otimismo. Se o filme ainda repete alguns deslizes no roteiro de Bruna, não consegue também repetir uma boa história e momentos de emoção da obra anterior.

Com um casamento praticamente perfeito de 11 anos, a jornalista gastronômica Teodora (Bruna Lombardi) descobre por acaso que Nando (Bruno Garcia), seu marido, tem uma amante virtual. Não bastasse, junto com a desilusão amorosa Teo também se vê desempregada e sem expectativas de um novo trabalho. Ela então entra em uma crise existencial e tenta de toda forma se encontrar fora desta realidade de perfeição a que estava acostumada. Sem muito sucesso, nem mesmo ao apelar para fórmulas milagrosas, ela decide fazer uma viagem espiritual.

Ao lado da sobrinha de uma amiga, a confusa espanhola Milena (Marta Larralde), e do ex-produtor de seu programa de receitas, Zeca (Marcello Airoldi), Teo vai a Europa com a missão de fazer o Caminho de Santiago de Compostela. Sem muito jeito para viagens como esta, os três percebem que não é nada fácil seguir o objetivo, e continuam tentando enganar a si mesmos, burlando as passagens e não dando a real importância à viagem. Mesmo com toda confusão, Teodora vai sentindo a falta de Nando, e aos poucos os dois, mesmo de longe, voltam a se entender.

Se a história de Onde Está a Felicidade? já não parece muito interessante, somado às atuações o desinteresse passa a ser total. Com um estilo exagerado, aparentemente tentando prestar uma frustrada homenagem ao do cineasta espanhol Pedro Almodóvar, o filme acaba tendo um resultado risível, mesmo quando não se pretende uma comédia. A risada do público, porém, que chega mais pelos erros do que pelas piadas, não é aquela solta e alegre, mas a constrangida e quase sem graça, de quem não queria estar ali.

Nem mesmo as participações especiais, um grande mal do cinema brasileiro que se pretende de humor atualmente, consegue salvar algumas cenas. O casal de comediantes Marcelo Adnet e Dani Calabresa poderia ter se poupado de estar no filme. Se ele faz um personagem desinteressante e sem qualquer graça, ela tenta fazer uma mulher sensual, mostrando que o excesso de piadas sem graça matou um texto que já não tinha tanto apelo.

Para quem não viu O Signo da Cidade, Onde Está a Felicidade? é motivo o bastante para passar longe de um filme da parceria entre Bruna e Riccelli. Para quem assistiu ao filme anterior, este expões ainda mais os erros daquele, e mostra que ainda falta muito para que o casal de atores consiga um resultado digno em sua nova empreitada na sétima arte.

Assista ao trailer:

Onde Está a Felicidade? (2011, Brasil)
Direção:
Carlos Alberto Riccelli
Roteiro: Bruna Lombardi
Elenco: Bruna Lombardi, Bruno Garcia e Marcello Airoldi
110 Minutos

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: