Caminho da Liberdade (The Way Back)

Acostumado a levar grandes dramas às telas de cinema, Peter Weir volta a apresentar uma jornada de superação com Caminho da Liberdade, que estreia nesta sexta-feira (13). Sempre com um elenco de peso, o diretor de Sociedade dos Poetas Mortos e de Show de Truman traz neste longa-metragem artistas como Ed Harris e Colin Farrell, além de ter a presença da jovem, mas bastante elogiada Saoirse Ronan, que foi indicada ao Oscar de atriz coadjuvante em 2008 por Desejo e Reparação, aos 14 anos.

Durante a década de 1940, com a Europa ameaçada por seguidores de Hitler e de Stalin, o jovem polonês Janusz (Jim Sturgess) é preso como espião pelo regime stalinista e levado para um gulag soviético com pouca chance de sobrevivência. Lá, não apenas os guardas, os criminosos e as poucas condições de vida são um obstáculo aos prisioneiros, mas a própria natureza é uma inimiga cruel, já que o campo onde Janusz e outros homens estão sofre com nevascas e é cercado por florestas e desertos.

Mesmo com a visível impossibilidade de fugir dali, o polonês tenta reunir um grupo que tope a aventura, já que para ele morrer em liberdade é melhor do que viver para sempre em uma prisão. Não é difícil encontrar quem esteja disposto a enfrentar o frio e a fome pela pequena chance de se ver livre. O grupo então parte para uma arriscada jornada para ter de volta o poder sobre suas próprias vidas. No caminho, além dos riscos já previstos, eles também aprendem melhor sobre o convívio humano.

Não tão marcante como outras obras de Weir, Caminhos da Liberdade ainda consegue se manter superior a outros filmes que se propõe às jornadas de superação, um gênero cada vez mais comum no cinema norte-americano. O diretor, que estava sem filmar desde 2003, quando lançou Mestre dos Mares, derrapa por vezes, ao exagerar no discurso político anti-Stalin, em vez de se focar ainda mais em seus personagens, que apesar de interessantes são pouco explorados.

Pouco se sabe sobre quem são aqueles homens que se unem em busca da liberdade, e mesmo quando se tem a oportunidade de descobrir isso, no momento em que Irena, personagem de Saoirse entra no grupo, ainda fica grande a distância entre eles e o público. Ainda assim, é de admirar o trabalho de diretor de atores de Weir, além do bom desempenho do elenco, principalmente o ladrão vivido por Colin Farrell e o misterioso norte-americano de Ed Harris. Com tantos altos e baixos, e sem nenhum grande momento edificante, o longa se mostra como apenas mais uma obra pequena do cineasta, que tem trabalhos bem mais interessantes.

Caminho da Liberdade (The Way Back, 2010, EUA)
Direção:
Peter Weir
Roteiro: Peter Weir e Keith R. Clarke
Elenco: Jim Sturgess, Ed Harris e Colin Farrell
133 Minutos

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: